Espaço Esotérico
Dicas para fluir em 2017 Leia +

No final de cada ano, forma-se uma egrégora que espera dia 31 de dezembro com ansiedade e esperança de transformar sua vida para melhor.

Todo tipo de ritual coletivo e repetitivo carrega o poder simbólico de abrir e fechar ciclos, além de trazer a força da coletividade que se mobiliza, como um mutirão de boas intenções. Isso representa um empurrão para abraçar o novo, gerando bem-estar e esperança. Mas é preciso comprometer-se com as mudanças, não espere que as coisas lhe caiam no colo, tenha atitude para conseguir o que deseja. Essa atitude precisa de energia, desejo e autoconfiança.

 
O Romance Cósmico


Um namoro celeste...

Todos os corpos do Universo se atraem em uma dança cósmica, um verdadeiro romance.

Claro que como em todos os "relacionamentos" existem atritos e bombardeios de asteroides, cometas, meteoros, nos outros astros.

No Sistema Solar o astro que recebe choques constantes e apresenta o maior número de crateras de impacto é o satélite de Júpiter, chamado Calisto. Tirando os violentos fenômenos do Cosmos a harmonia é a constante no espaço cósmico.

Desde os grandes e geniais astrônomos, a partir do século XV ,como Copérnico, Galileu,  Kepler , a expressão "Harmonia das Esferas" era o símbolo da paz celestial , e com o inglês Isaac Newton (1642 -1727) com a sistematização dele das Leis da Gravidade o

"namoro" dos astros estava matematicamente ou cientificamente comprovado:  a atração universal era a Gravidade , um corpo, uma massa, recebe e dá atração aos outros corpos. O motivo, a causa, do "relacionamento" entre a Terra e Lua; dos planetas e seus satélites; todos eles em volta do Sol; este em torno da nossa galáxia, a Via Láctea.  Todos gostam da companhia dos outros astros e são regulados pela gravidade.



 
<< Início < Anterior 1 2 3 Próximo > Fim >>

Página 1 de 3

Indique !